A insuficiência de vagas na garagem é hoje um dos principais problemas que os condomínios residenciais (e até comerciais) precisam lidar. O metro quadrado desses espaços é valioso e, mesmo com alguma legislação a respeito, os espaços destinados aos carros não acompanham o aumento considerável da quantidade de veículos no Brasil. Com a área delimitada aos carros limitada, é preciso encontrar alternativas para manter os veículos em segurança e trazer conforto aos donos. Saiba aqui algumas soluções para esse problema que é cada vez mais comum!

 

Problemas mais comuns em garagens compartilhadas:

Vizinhos espaçosos

Imagine que você já tem uma vaga apertada e o vizinho ainda esquece a demarcação e ocupa parte do seu espaço? Uma dica eficiente de chamar a atenção sem causar constrangimento ou começar uma briga é deixar no para-brisa do carro um bilhete educado pedindo para se atentar ao espaço demarcado e contando que você está com dificuldades de estacionar. Mesmo se for necessário escrever mais de um, o bilhetinho resolve 80% dos casos.

Tamanhos de Vagas

No Código de Obras e Edificações de algumas cidades é previsto que 50% das vagas em prédios residências devem ser de tamanho pequeno (2 m X 4,20 m), 45% de tamanho médio (2,10 m X 4,7 m) e apenas 5% do tamanho grande (2,5 m X 5,50 m). Ou seja, existem vagas P, M e G. Caso você adquira um imóvel com as vagas já determinadas, essas dimensões devem estar especificadas no contrato de compra. No caso de um condomínio com as vagas indeterminadas, existe a possibilidade de negociar com os vizinhos! Um solução é propor um sorteio periódico entre os moradores para ninguém se sentir prejudicado. Mas é indispensável manter o senso de justiça! Enquanto algumas pessoas possuem camionetes, outras pessoas possuem carros compactos. É interessante que as vagas destinadas acompanhem as necessidades de cada morador, mas a decisão sempre deve ser tomada de forma coletiva.

Vagas presas

Algumas garagens de prédios foram projetadas com vagas que prendem uma a outra. Nem sempre essas vagas são destinadas ao mesmo morador. Muitas vezes a solução é deixar a cópia das chaves do seu carro com o vizinho, para quando ele necessitar mover o carro. Porém essa ideia não agrada a quase ninguém. Outra possibilidade é contratar uma empresa especializada em arquitetura de garagens para estudar o projeto e propor novos arranjos. Essa também é outra boa ideia para aumentar o tamanho e até número de vagas disponíveis no condomínio!

Quantidade de veículos por vaga

A situação é comum: você tem duas vagas espaçosas e decide estacionar ali uma moto além de dois carros. Tem problema? A resposta está na convenção interna de cada condomínio. No geral, os regimentos determinam que cada vaga seja ocupada por um único veículo, mesmo que haja espaço para mais de um. No entanto, a situação pode ser discutida na reunião e a regra pode ser flexibilizada.

Garagem ou depósito?

Outro problema comum enfrentado pelos condomínios é o hábito que alguns moradores possuem de fazer da garagem do prédio uma dispensa para tudo aquilo que não cabe no apartamento (móveis antigos, bicicletas, pilhas de revistas, caixas, etc). Vaga de garagem não é depósito de material e é proibido usá-la dessa forma, lembre-se que essa conduta pode estar sujeita à advertência e multa.

Falta de Vagas

 Essa é, sem dúvida, o problema que mais dá dor de cabeça! O número de vagas nos prédios é limitado. As vezes você comprou um apartamento com direito a 1 vaga de garahem, mas as necessidades evoluíra e  agora você precisa de 2 carros. Terá que trocar de condomínio? Esse problema assola também casas e prédios comerciais, já que nem sempre há espaço no terreno para uma reforma e adição de espaço para mais um veículo na garagem. Nos condomínios, é possível tentar alugar uma vaga de algum vizinho, por exemplo, mas nem sempre existe disponibilidade. Outra solução é investir em duplicadores de vagas. Você conhece?

Duplicadores de Vagas

Uma solução bastante conhecida nas oficinas mecânicas, e que agora está começando a ser adotada por edifícios residenciais e comerciais são os duplicadores de vagas. Eles são equipamentos fabricados com o intuito de dobrar o espaço dentro de uma garagem. Os equipamentos funcionam através da energia elétrica e sua operação é simples e rápida, uma vez que ele é constituído basicamente de uma plataforma, travas de segurança e um painel de controle para elevação e suspensão do veículo.

Razões para investir em duplicadores de vagas:

1. Valorização do imóvel

Com o aumento exponencial de carros por pessoa no Brasil, construtoras e donos de edifícios já reconhecem que a quantidade de vagas na garagem está se tornando, cada vez mais, um limitante ao número de apartamentos do empreendimento. A ausência de vagas no estacionamento reduz drasticamente o valor de um imóvel – principalmente em áreas centrais da cidade, onde é praticamente impossível encontrar uma vaga na rua. Os duplicadores de vagas aumentam a valorização do imóvel e permitem que mais apartamentos sejam construídos num edifício sem espaço o suficiente destinado a garagem.

2. Solução de problemas entre moradores

Pelos exemplos citados, podemos ver que as vagas de garagem constituem uma grande fonte de dor de cabeça no dia a dia dos condomínios. Os problemas de desentendimento entre os vizinhos são os mais comuns e envolvem veículos estacionados indevidamente, arranhões e batidas, discussões sobre de quem é a vaga, vaga presa e assim por diante. Com duplicadores de vagas, esses problemas podem ser resolvidos!

As vagas da garagem serão praticamente duplicadas sem a necessidade de obras e o fluxo dentro da garagem vai melhorar bastante. Com auxílio de uma administração eficiente, não faltará espaço para que os carros sejam estacionados e movidos com segurança.

3.     Sem problemas judiciais!

Todas as garagens do Brasil precisam ser planejadas, dimensionadas e construídas de acordo com as especificações técnicas do Código de Obra de cada cidade que, dentre várias outras coisas, estabelece quais são as medidas mínimas e máximas de cada garagem. Como nenhuma vaga pode ser reduzida além do limite mínimo, os duplicadores de vagas permitem que os espaços para estacionamento dos veículos sejam duplicados sem que nenhuma norma técnica seja negligenciada e, inclusive, dispensa a necessidade de obras de ampliação.

4.     Custo-benefício

Vale lembrar que os duplicadores de vagas disponíveis no mercado possuem um excelente custo-benefício – principalmente se considerarmos a valorização do imóvel e a dispensa de gastos com obras. Conheça os duplicadores de vagas da Boxtop, clique aqui.

 

Deixe um resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *